29 fev 2016

Chinesa Brilliance estuda abrir fábrica no Paraná

O utilitário esportivo V5 é uma releitura autorizada do BMW X1 para o mercado chinês |

O utilitário esportivo V5 é uma releitura autorizada do BMW X1 para o mercado chinês

O Paraná poderá abrigar em breve sua sétima montadora de veículos. Segundo noticiou o governo do estado em seu site, a chinesa Brilliance avalia a instalação de uma fábrica no estado, porém o futuro local não foi divulgado.

Representantes da montadora para a América Latina Loky Han e Frank Lee reuniram com o governador Beto Richa (PSDB) nesta quinta-feira (25) para conversar sobre a possibilidade. A visita é resultado da missão comercial do executivo paranaense à China, em outubro do ano passado, em busca de novos negócios no estado.

Ainda pouco conhecida por aqui, a Brilliance é parceira da BMW no país asiático. Inclusive um dos seus produtos, o utilitário esportivo V5, é uma releitura autorizada do BMW X1 para o mercado chinês.

A gigante alemã, por sua vez, inaugurou recentemente sua fábrica no Brasil, na cidade de Araquari, em Santa Catarina.

 

Caso confirme a decisão, a Brilliance poderá montar aqui o utilitário V3, explorando o sucesso dos SUV’s compactos no Brasil.

Seria a segunda montadora chinesa a produzir no país. A Chery abriu sua fábrica em Jacareí (SP) há dois anos, onde produz a linha Celer (hatch e sedã) e futuramente o subcompacto QQ.

Já a JAC Motors irá retomar o projeto na região de Camaçari (BA), depois de adiar o início das obras. A previsão é de que a planta fique pronta até meados do próximo ano.

A Brilliance foi uma das marcas chinesas que invadiram o Salão do Automóvel de São Paulo em 2010, ao lado de Chery, JAC, Lifan, Chana, Hafei, Effa, Haima e Jinbei. Na oportunidade, ela, que estava representada pela CN Auto, exibiu e até pôs à venda o hatch FRV, o sedã FSV, a station wagon Splendor e o aventureiro e FRV Cross. Nenhum dos modelos chegou a vingar no mercado nacional.

As conversas entre os chineses e o governo estadual ocorreram em meio a uma forte crise enfrentada pelo segmento de veículos no país. Em 2015, a queda nas vendas foi de quase 26%, o segundo pior desempenho no mundo, atrás apenas da Rússia. Para este ano, a projeção é de uma retração ainda maior, que pode chegar a 27% no comparativo com o ano passado, segundo dados da associação de montadoras (Anfavea).

Paranaenses

O Paraná já abriga as fábricas de automóveis da Volkswagen (produz Golf, Fox e SpaceFox), Renault (Sandero, Logan e Duster – em breve Kwid e Captur), Nissan (Frontier) e Audi, que retornou ao estado no fim do ano passado (Audi A3 Sedan e nos próximos meses o Q3), além das marcas de caminhões Volvo e DAF.

Fonte : Gazeta do Povo / Automóveis / 29/02/2016

[top]